Publicado por: alexandra | setembro 6, 2010

No rastro das amazonas

Exposição na Alemanha reúne restos arqueológicos para lançar luz sobre o mistério das guerreiras da Grécia Antiga
Ag.Grau, 02/09/2010, em El País, Madrid, enviado por Inês e traduzido por Alexandra

~ Imagem: Escultura ‘Amazona a cavalo’ procedente do Museu de Munique, no Museu do Palatinado ~

Elas foram as mortíferas guerreiras da mitologia grega. De caráter belicoso, combatiam a cavalo e dominavam o manejo da lança. Sua eficácia no campo de batalha era tal que, conta a lenda, inclusive lutaram na guerra de Tróia. Desde então, essa sociedade feminina fascinou a cultura ocidental. Mas existiram de verdade ou não são mais do que um mito?

Para esclarecer o enigma das amazonas, o Museu Histórico do Palatinado, na cidade alemã de Speyer (a oeste do país) organiza uma mostra que recolhe restos arqueológicos que parecem atestar a existência de mulheres guerreiras na Europa e na Ásia. Como o caso do casal cita enterrado no sítio de Ak-Alacha, nas montanhas de Altai, na Ásia Central. Ambos portavam a armadura completa de cavalaria e a mulher ainda levava um machado de ferro, um punhal e uma aljava com arco e flechas.

“Sempre surgiram muitas perguntas em torno das amazonas, desde que o arqueólogo Heinrich Schliemann as descobriu nas ruínas da cidade de Tróia, que indicavam que aquele cenário existiu de verdade”, indica o comissário da exposição, Lard Börner, em declarações à agência Efe. A exposição ‘Amazonas – Guerreiras misteriosas’, que abre suas portas no dia 5 de setembro e vai até 11 de fevereiro, reúne testemunhos de historiadores especializados no estudo do povo antigo de mulheres guerreiras. O itinerário da exposição recolhe muitos achados que não haviam sido mostrados antes. Entre os objetos apresentados há armas, escudos, colares e pingentes, assim como pinturas e esculturas.

A lenda conta que as amazonas se estenderam por regiões da atual Ucrânia ou de zonas da Ásia Menor, sem que sua localização nunca tenha ficado clara. De fato, muito dos restos procedem de escavações situadas ao largo da estepe que se estende desde a Europa do leste até a Ásia. Foi na literatura grega clássica, no entanto, que elas ficaram imortalizadas. Daquele período datam muitos vasos pintados os quais são apresentados na mostra e que descrevem histórias de um mundo cheio de heróis e lendas, de vida e morte, de amor e desdém. Como a de Pentesiléia, rainha das amazonas, que participou na defesa de Tróia diante do assédio grego. Ela desafiou Ajax Telemon e foi derrotada pelo maior herói grego, Aquiles, que após matá-la lhe retirou o elmo e ficou cativado por sua beleza.

Através de esculturas e pinturas

A história dessas mulheres guerreiras é “extremamente interessante” e  está “muito vinculada com nosso mundo atual e com a luta das mulheres por igualdade”, segundo explica Börner. Com a reflexão sobre essas mulheres guerreiras, se realiza uma revisão “arqueológica, histórica, cultura e literária da época, que facilmente pode vincular-se com o presente”, acrescenta. E o que ocorreu até o presente se completa com grandes obras de arte cedidas por grandes museus da Europa e Ásia que preenchem o vazio de testemunhos históricos. Entre os doadores temporais está o Museu Britânico de Londres, o Museu Nacional de Kiev, o Ny Carlsberg Glyptotek de Copenhague, a Academia de Ciências russa e o Museu de Arte Antiga da Basiléia.

Uma vasta gama de história e arte que permite, segundo o museu, recorrer com detalhe o fenômeno cultura das Amazonas. E apreciar como a antiga lenda passou a converter-se em um símbolo da mulher segura e independente. Uma imagem à qual alude, por exemplo, o novelista Stieg Larsson (1954-2004) na trilogia Millennium, cujas protagonistas Lisbeth Salander evoca o espírito das antigas guerreiras das lendas gregas.

Veja um álbum de fotos clicando AQUI.


Responses

  1. Muito interessante, especialmente as fotos das esculturas!

  2. Legalizar o aborto proporcionará atendimento digno para as mulheres, concedendo lhes direitos plenos sobre o próprio corpo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: